Discente: Renato Pardal Capistrano

Título da tese: Sartre e a poesia: crítica e teoria em três poetas de Jean-Paul Sartre

Orientador(a): Ronaldo Lima Lins

Ano da defesa: 2018

Páginas: 288

Resumo:

Bastante notória já a partir das publicações de críticas ocasionais (Situações I) e de contos (O muro), romances (Os caminhos da liberdade) e peças de teatro de sua própria autoria, as considerações teóricas de Jean-Paul Sartre com relação à arte literária tornaram-se irrefreavelmente conhecidas com a publicação de seu ensaio Qu’est-ce que la Litératture? (1948), texto em que desenvolve uma teoria da recepção literária e expande sua maneira de entender o papel do prosador como necessariamente o de um sujeito engajado, diante de seus leitores, no mundo e na linguagem. Por maior que tenha sido a repercussão desse trabalho, a divisão ali proposta pelo autor entre prosa e poesia, e sua decisiva canalização de atenção à primeira, deixou uma lacuna que rendeu a Sartre acusações de preterir a poesia, ou mesmo de considerá-la uma vertente menor das artes da palavra. A presente tese visa percorrer a obra de Sartre em busca de uma possível sistematização de seu entendimento sobre poesia, elencando e expondo os conceitos que constroem ao longo de sua obra, ainda que de maneira esparsa, uma teoria da linguagem poética. Para tanto serão analisados os textos em que o autor trata da questão da linguagem, sobretudo no enfoque da divisão entre prosa e poesia, e analisados os trabalhos de maior detimento de Sartre sobre poetas, a saber, os ensaios críticos a respeito de Francis Ponge, Baudelaire e Mallarmé, a partir dos quais buscaremos encaminhar novas luzes a respeito dos problemas da linguagem poética dentro da obra do filósofo.

Palavras-chave: prosa; estética; Francis Ponge; Baudelaire; Mallarmé; Jean-Paul Sartre

Abstract:

Quite noticeable after the publications of occasional literary criticism articles (Situations I), short stories (The Wall), novels (The Paths of Freedom) and theater plays, Jean-Paul Sartre's theoretical considerations regarding literary art became unavoidable known with the publication of his essay Qu'est-ce la Litératture? (1948), a text in which he develops a theory of literary reception and expands his way of understanding the role of the prose writer as necessarily the one of a subject engaged before his readers, in the world and in language. No matter how great the repercussion of this work played, the division proposed there by the author between prose and poetry, and its decisive major amount of attention directed to the first, left a gap that gave Sartre accusations of preempting poetry, or even of considering it a minor and depreciated form of art. The present thesis aims to explore Sartre's work searching for a possible system of his conception of poetry, listing and exposing the ideas that construct throughout his writings (though in a sparse way), a theory of poetic language. In order to do so, we will analyze the texts in which the author deals with the question of language, especially in attention to the division between prose and poetry, and study the works of Sartre in which he disposed greater attention to poets, namely, the critic essays on Francis Ponge, Baudelaire, and Mallarmé.

Keywords: Modern Poetry; prose; aesthetics; Francis Ponge; Baudelaire; Mallarmé; Jean-Paul Sartre.

Coordenação

Coordenadora: Profª Priscila Matsunaga

Vice-coordenadora: Prof. Marcelo Jacques de Moraes

Contate-nos

O PPGCL tem sede no campus da Faculdade de Letras da UFRJ. Saiba nosso endereço clique aqui.

Endereço

Programa de Pós-graduação em Ciência da Literatura - PPGCL
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F. 323
Cidade Universitária - CEP 21941-917
Rio de Janeiro - RJ

ATENDIMENTO AO PÚBLICO


Terça-feira e quinta-feira 9h às 13h

Quarta-feira 9h às 16h